MT Hemocentro reforça campanha para garantir novos voluntários e estoque no fim de ano

mt-hemocentro-reforca-campanha-para-garantir-novos-voluntarios-e-estoque-no-fim-de-anoO Dia Nacional do Doador de Sangue é a data mais importante do ano para o MT Hemocentro, único banco de sangue público de Mato Grosso.

Comemorada em 25 de novembro, a celebração dá início a um período crítico para a unidade e serve de alerta para toda a população; visto que a época das festividades de fim de ano engloba recessos, férias escolares e viagens que se prolongam até o feriado de carnaval, causando a redução no número de doações.

Por isso, neste período, o MT Hemocentro reforça as campanhas de sensibilização para a captação de novos doadores de sangue e por aférese (captação de componentes do sangue). Para celebrar a data que marca a importância da doação voluntária e homenagear os doadores, o MT Hemocentro preparou um dia inteiro de atividades na unidade da Rua 13 de Junho, bairro do Porto, em Cuiabá.

A programação começa às 8 horas, com a apresentação da musicista lírica Sônia Mazetto; palestras de orientação e de sensibilização que serão realizadas pela diretora Gian Carla Zanela e pela gerente de doação de sangue, Ariadney Allyne; depoimentos de doador voluntário de sangue e de pai de paciente tratado pelo banco de sangue; agradecimento ao doador pelo grupo de oração do MT Hemocentro; apresentação cultural com a violinista Gleciane Freitas; atividade de animação e entrega de 160 kits contendo camiseta e copo para os doadores.

Importância da doação

Em 2017, foram coletadas 15.720 bolsas, resultado do atendimento de 21.199 candidatos à doação de sangue; em 2018, foram coletadas 14.975 bolsas, de um total de 20.526 candidatos à doação de sangue. Neste ano, até o dia 21 de novembro, foram coletadas 14.857 bolsas, de 19.879 candidatos à doação atendidos.

Considerando que cada bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas, os doadores voluntários têm contribuído para salvar até 50 mil vidas, por ano, de pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nas unidades hospitalares públicas e nos prontos-socorros.

De acordo com a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela, além de atender aos pacientes internados nas unidades de saúde, as doações, principalmente aquelas feitas por aférese, salvam, por mês, a vida de 660 pacientes que possuem algum tipo de doença do sangue (câncer, anemia, doença de Won Willebrand, hemofilia, talassemias, entre outras).

Esses pacientes cadastrados são atendidos, por agendamento, dentro da unidade do MT Hemocentro, com o recebimento de transfusão de hemoderivados do sangue. A diretora explica que a transfusão de sangue é regularmente usada em casos de cirurgias, traumatismos, sangramentos gastrintestinais e partos nos quais há necessidade de repor grandes perdas sanguíneas.

O MT Hemocentro também realiza coleta de doação de sangue externa, por meio do hemobus, percorrendo municípios e entidades públicas ou empresas por meio de agendamento mensal. Além dessa estrutura na capital, o banco de sangue conta com Unidades de Coleta Transfusional e Agência Transfusional com área de abrangência em 94 municípios.

24 horasnews

 

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA