Ex-executivo da Odebrecht que delatou Aécio e Lobão é encontrado morto

untitledO ex-vice presidente da Odebrecht Henrique Valladares foi encontrado morto nesta terça-feira (18/09/2019) em apartamento onde morava, no bairro do Leblon, na zona sul do Rio de Janeiro.

O executivo foi um dos responsáveis pela delação envolvendo o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o ex-ministro de Dilma Roussef Edison Loubão (MDB).

De acordo com a 14ª DP (Leblon) foi realizada uma guia de remoção de cadáver e o corpo encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). A perícia fez a necropsia e atestou a morte como indeterminada. A Polícia Civil liberou o corpo, logo em seguida, para retirada pelos familiares.

Valladares foi apontado por outros delatores da empreiteira como um dos negociantes de R$ 30 milhões de propina para Aécio atuar a favor dos Projetos do Rio Madeira — Usinas Hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, em Rondônia — e, assim, atender interesses da empreiteira e também da Andrade Gutierrez.

O executivo contou que a empreiteira pagava prestações de R$ 1 milhão a R$ 2 milhões, repassados pelo Setor de Operações Estruturadas, o departamento de propinas do grupo, para “Mineirinho”, codinome atribuído a Aécio.

Sobre Lobão, o delator afirmou que o ex-ministro recebeu R$ 5,5 milhões para rever o leilão da usina de Jirau e a Odebrecht assumir o empreendimento. Valladares contou que “Esquálido”, como era conhecido, teria cobrado uma contrapartida após reunião com os executivos da empreiteira.

Ainda não há informações sobre o enterro de Henrique Valladares. (Com informações da Agência Estado)

Jornalista:  TÁCIO LORRAN

Fonte: Metrópoles

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA