Operações integradas ajudam na redução da criminalidade

Foto por: Gabriel Aguiar SESP/MT
Foto por: Gabriel Aguiar SESP/MT

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) deflagrou nesta quarta-feira (05.06) a Operação Integrada Ordem Pública na região de Cuiabá.

A ação conta com a participação de profissionais da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Judiciária Civil, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), além do apoio e parceria da Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana e da Secretaria de Serviços Urbanos, contabilizando mais de 70 agentes de fiscalização e segurança pública.

Foram realizadas ações de saturação, bloqueios e fiscalizações em bares e comércios dos bairros da região do Grande CPA. Esta é a terceira edição, neste ano, da Operação Integrada Ordem Pública em Mato Grosso, sendo a primeira realizada na Região Integrada de Segurança Pública (RISP) 13, em Água Boa, e a segunda da RISP 3, em Sinop.

Em 2018, quando ainda estava concentrada na Polícia Militar, foram mais de 30 ações nos mais diferentes bairros da capital.

Durante a operação nesta quarta-feira, a Polícia Militar deu segurança às equipes de serviços urbano da Prefeitura para a limpeza de muros e postes das siglas que fazem apologia à facções criminosas.

O comandante adjunto do Comando Regional 1, tenente-coronel Marcos Antônio Guimarães, destaca que a ação importante para evitar que criminosos possam delimitar área. “É uma ação importante porque retoma algumas situações dos bairros e está na segunda fase, que é a de levantamento de informações e contenção, e essa operação vai continuar sendo realizada com frequência”, destacou.

Redução de crimes

A Sesp tem realizado diversas ações em todo o estado para levar mais segurança aos cidadãos. Em Cuiabá, o reflexo é medido pela redução de 23% nos casos de assassinatos, no período de janeiro a maio deste ano, em comparação ao mesmo período de 2018. Foram registrados 40 homicídios neste ano contra 52 casos nos cinco primeiros meses do ano passado.

O uso de inteligência policial e o profissionalismo dos policiais e servidores da Segurança Pública levaram à redução ainda de 50% dos casos de latrocínio, baixando de quatro ocorrências na capital para duas neste ano, além da queda de 12% dos roubos e 6% nos de furtos.

“A criminalidade é uma só, então o adversário é o mesmo. O caminho a percorrer é a integração policial e uso da tecnologia para combater a violência”, destacou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA