Após caso atípico de vaca louca em MT, Brasil suspende exportação

untitledO Ministério da Agricultura suspendeu as exportações brasileiras de carne bovina para a China nesta segunda-feira, 3, após a confirmação de um caso atípico de doença da vaca louca em Mato Grosso.

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, não houve proibição, apenas uma suspensão temporária protocolar. “O status do Brasil não mudou em relação à vaca louca. Ele continua insignificante para BSE [sigla em inglês para vaca louca] e as negociações com a China continuam”, informou o ministério.

Essa interrupção já estava prevista em documento assinado entre Brasil e China em 2015 –um acordo sanitário que prevê paralisação nas vendas para o país asiático em caso de vaca louca.

“Como se trata de medida protocolar e não há risco sanitário, a expectativa é que acabe logo esse embargo, em tempo razoável para que as autoridades chinesas avaliem os documentos já entregues pela embaixada brasileira em Pequim”, informou o ministério.

MAPA confirma caso atípico de vaca louca em Mato Grosso

NOTA DO MAPA

1 – Examinada a notificação da ocorrência pela Organização Internacional de Saúde Animal (OIE), este órgão determinou hoje (3) o encerramento do caso sem alteração do status sanitário brasileiro, que segue como risco insignificante para a doença.

2 – A OIE informou ainda que não haverá relatórios suplementares sobre o caso.

3 – No caso da China, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil suspendeu temporariamente a emissão de certificados sanitários até que a autoridade chinesa conclua sua avaliação das informações já transmitidas sobre o episódio, cumprindo-se, assim, o disposto no protocolo bilateral assinado em 2015.

24 horasnews

 

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA