Braga Netto: prorrogação da intervenção é “desnecessária”

untitledO interventor na segurança pública no estado do Rio de Janeiro, general Walter Braga Netto,  disse em entrevista a Agência Brasil que a intervenção vai terminar no final deste ano. “[A prorrogação é] completamente desnecessária.

Se não, vocês vão ficar dependentes o resto da vida”, disse após  cerimônia de entrega de um novo lote de 265 viaturas para a Polícia Militar (PM).

O general informou ainda que um grupo de 60 profissionais devem ficar nos seus cargos para fazer a transição com o novo governo em 2019. “Depois de junho nós saímos. Este prazo de junho não significa que eles sairão em 30 de junho. Pode chegar em abril e a gente concluir que terminou”, avaliou.

Segundo Braga Netto, treinar os policiais do estado é um dos legados para sociedade, assim como um modelo de gestão que inclui a valorização do policial e das corregedorias.

O interventor garante que o carioca e o fluminense irão ver “uma melhora palpável, cada vez mais, até o fim do ano”. Segundo ele, já há uma mudança de postura do policial. “O policial tem de respeitar a população e a população tem de ver a polícia como uma autoridade. Hoje em dia, a palavra autoridade perdeu muito o conteúdo.

O pessoal confunde autoridade com autoritarismo”, diz. E completa: “O crime nunca vai acabar. O que vai acontecer é que este crime de ostentar fuzil nós vamos combater com firmeza.”

Jornalista: Agência Brasil

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA