Expansão da soja no Cerrado brasileiro será abordada em Conferência da RTRS

André Nassar (002)A Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS) irá promover sua Conferência Anual, a RT13, nos dias 30 e 31 de maio, em Lille, na França.

Palestrantes do mundo inteiro e os principais players da cadeia de suprimento da soja, como produtores, representantes da indústria, governos, ONGs, associações e trades se reúnem para explorar soluções práticas e novas estratégias para tornar a cadeia mundial de suprimento da soja mais responsável.

Um dos temas abordados no primeiro dia do encontro será o Cerrado brasileiro e os avanços na garantia de compromissos com o desmatamento zero e quais desafios ainda persistem. O Presidente Executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), André Nassar, será um dos palestrantes responsáveis pelo tema.

A Abiove representa as indústrias de óleos vegetais que atuam no Brasil. A entidade reúne 14 empresas associadas com características diversas: capital nacional e estrangeiro; pequeno, médio e grande portes; processadoras e exportadoras de oleaginosas; produtoras de biodiesel verticalizadas e não verticalizadas.

O quadro de associados responde por, aproximadamente, 60% do volume comercializado de soja no Brasil e 30% da produção de biodiesel. A Abiove, junto com a Anec (Associação Nacional dos Exportadores de Cereais), é responsável pela implementação da Moratória da Soja na Amazônia Brasileira.

Durante o encontro, o executivo irá discutir vários aspectos da expansão da lavoura de soja no Cerrado brasileiro. “Uma das evidências que apresentarei é que o desmatamento associado à expansão da soja está caindo rapidamente. O que irá comprovar que a soja não é um vetor relevante de desmatamento no Cerrado”, observa.

Em relação ao futuro, apontará a expansão da soja no Cerrado, destacando a necessidade de  planejar a expansão futura sobre as áreas com maior aptidão produtiva e as ações que o setor tem interesse em implementar na cadeia de fornecimento: monitoramento do desmatamento legal e avaliação do cadastro ambiental rural.

André é Presidente Executivo da Abiove e especialista em temas como comércio internacional agrícola, política agrícola, biocombustíveis e sustentabilidade; tem mais de 20 anos de experiência trabalhando com associações setoriais, empresas, agências internacionais e ONGs. É formado em Engenharia Agronômica pela Universidade de São Paulo (USP) e mestre e doutor em administração, também pela USP.

Sobre a RT13

No primeiro dia, o encontro irá abordar o Cerrado brasileiro; o crescimento do mercado de soja responsável e o que é preciso para aumentá-lo; os riscos sociais e as oportunidades de mudança, bem como podem ser enfrentados e como a certificação RTRS pode contribuir.

Já no segundo dia, o conteúdo discutido será a plataforma da soja e como criar um espaço global e comprometido com a soja responsável; e o incentivo a participação dos governos – as experiências do Norte e Sul do planeta, e quais práticas devem ser instituídas para acelerar o cumprimento dos acordos governamentais e abordagens jurisdicionais.   

Sobre a RTRS

Fundada em 2006, a Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS) é uma iniciativa internacional pioneira formada pelos principais representantes da cadeia de valor da soja, como produtores, indústria, comércio, finanças e a sociedade civil. Os atores dessas diferentes áreas se reúnem em torno de um objetivo comum, garantindo o diálogo e a tomada de decisão por consenso.

A missão da entidade é promover o uso e o crescimento da produção sustentável de soja e, por meio do Padrão RTRS de Produção de Soja Responsável, aplicável mundialmente, garantir uma produção ambientalmente correta, socialmente adequada e economicamente viável. É hoje o sistema mais confiável e avançado do mercado de soja brasileiro para alcançar a sustentabilidade.

Atualmente a RTRS conta com mais de 190 membros dos países do mundo inteiro. Os princípios e critérios da RTRS são considerados um padrão multipartes que garante o Desmatamento Zero na produção de soja responsável. www.responsiblesoy.org/pt.

 

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA