Concurso para professores da Seduc é investigado pelo MPE

untitledconcurso público para efetivação de professores da rede estadual de ensino está sob suspeita. O Ministério Público Estadual confirmou ter recebido denuncias e que está investigando as irregularidades que teriam ocorrido no concurso promovido pela Secretaria Estadual de Educação.

Segundo o Ministério Público o objetivo é investigar possíveis irregularidades na cláusula de barreira que limita em 50% o cadastro de reservas dos classificados. A cláusula consta como um dos itens do edital.

O MP afirma que não pode haver limitação de candidatos no cadastro de reservas. Todos os nomes classificados devem constar na lista. Legislação que limitava em 50% o cadastro foi derrubada em 2010.

O concurso do Governo do Estado foram oferecidos 5.748 vagas disponíveis, sendo 3.324 para o cargo de Professor da Educação Básica, 1.496 para Apoio Administrativo Educacional (AAE) e 928 para Técnico Administrativo Educacional (TAE), além de cadastro de reserva de 50% do total de vagas.

O inquérito para investigar a cláusula de barreira foi instaurado no dia 20 de abril pelo promotor de Justiça Miguel Slhessarenko Junior.

24 horasnews

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA