PM prende latrocidas acusados de matar dentista; aliança retirada de dedo da vítima materializa o crime

untitledCRIME BRUTAL E COVARDE – Acabou o mistério. A Polícia Militar (PM) não só prendeu os dois principais acusados de matar para roubar mais um trabalhador no interior do Estado como também conseguiram uma importante prova, a apreensão de uma aliança em ouro que um dos latrocidas – bandidos que matam para roubar -, estava usando no momento qme que foi preso.

A apreensão da aliança num dos dedos doi acusado, é uma prova importante para a Polícia e para a Justiça, porque ela, a aliança, é a materialização do crime, pois é um objeto roubado, retirado do dedo de uma pessoa baleada e morta.

AS PRISÕES – Policiais do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) de Cáceres (Oeste, a 220 quiolômetros de Cuiabá) prenderam na manhã desta segunda-feira, 25, dois suspeitos pelo latrocínio: roubo seguido de morte que vitimou o cirurgião dentista Josilei da Silva Gaspar, de 37 anos, crime ocorrido na noite do último sábado, dia 23, em Juara (Norte, a 750 quilômetros de Cuiabá).

Fábio Almeida dos Santos, de 24 anos, e Raul César de Oliveira, Corandi, de 22 anos, foram presos na MT-342, em Cáceres, a quase 700 quilômetros do local do crime. A prisão deles ocorreu no momento em que saiam de uma área de mata onde estariam escondidos desde a manhã deste  domingo, após  confronto com policiais militares.

Com Raul César os policiais apreenderam a aliança de casamento e os óculos que a vítima usava no dia em que foi morta. A caminhoneta do dentista, uma Hilux modelo CD 4X4, cor prata, já havia sido apreendida no dia anterior, em área próxima a região onde ocorreram as prisões.

Em Cáceres, desde a madrugada de domingo(24) a Polícia Militar estava atenta a possibilidade de os acusadores estarem se dirigindo a região com a caminhonete roubada. Nas primeiras horas da manhã, por exemplo, via Ciosp a PM recebeu informações de que uma Hilux com placa de Juara e as mesmas característica do carro do dentista, ocupada por dois homens, havia passado pelo município de Porto Estrela e trafegava na direção de Cáceres.

Na MT-342, na comunidade de Taquaral, os policiais avistaram o veículo, porém os ocupantes não obedeceram ordem para que parassem e seguiram em alta velocidade. Acompanhados por uma viatura da PM, um dos suspeitos passou a atirar na direção dos policiais, que por sua vez revidaram.

A dupla se embrenhou na mata depois abandonou o veículo na entrada de uma fazenda. Outras viaturas reforçaram as diligências na região e na manhã de hoje(25.) os suspeitos foram capturas.

Ao serem presos, os dois relataram aos PM’s que entregariam a caminhonete em uma borracharia na mesma rodovia, próximo da entrada de Cáceres. A PM levou os dois e objetos apreendidos com eles para 1ª Delegacia de Polícia de Cáceres.

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA