Delegados apresentam resultado da força-tarefa em Sorriso

untitledApós 18 dias da força-tarefa, iniciada pela Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), pelos órgãos da Segurança Pública de Mato Grosso, no município de Sorriso (420 km ao Norte), a criminalidade apresentou recuou na cidade.

“Diminuiu a criminalidade nesse período, praticamente não tivemos roubos e os homicídios, que são difíceis de prever ocorreram, mas foram esclarecidos. Estamos com 90% de esclarecimento dos homicídios dos últimos 3 meses. Alguns autores foram presos em flagrante e outros estão com prisões decretadas”, disse o delegado André Eduardo Ribeiro.

No período, 62 pessoas foram intimadas; realizadas 53 oitivas; 11 ordens de serviços expedidas; 10 relatórios apresentados;  07 inquéritos policiais analisados e despachados para providencias; 07 perícias requisitadas; 05 identificação de autoria delitiva; 04 locais de crime atendidos; 03 investigações iniciadas; 02 representações de mandado de prisão e 02 representações por outras medidas cautelares.

Os dados foram apresentados na semana passada, pelo delegado André Eduardo Ribeiro, titular de Sorriso, e Marcelo Muniz Miranda, da DHPP de Cuiabá, que também apresentaram o resultado da investigação sobre os disparos de arma de fogo durante show da cantora Marília Mendonça, no dia 27 de agosto, esclarecendo que não houve envolvimento de policiais.

O delegado de polícia da DHPP de Cuiabá, Marcelo Muniz Miranda, juntamente com sua equipe reforçou os trabalhos investigativos e cartorários da Delegacia de Sorriso. Segundo ele, foi apresentado aos policiais civis do Núcleo de Homicídios da Delegacia de Polícia de Sorriso, a metodologia utilizada pela delegacia especializada nas investigações de homicídio.

“Foi possível auxiliar nas investigações dos homicídios ocorridos durante o período da força-tarefa, bem como multiplicar o conhecimento e expertise da DHPP Cuiabá, a fim de que os servidores locais possam dar continuidade nas investigações iniciadas e coibir os delitos incidentes”, disse Marcelo Muniz Miranda.

 

Fonte: PJC MT
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA