Anvisa pede para que Lexotan seja recolhido

untitledA Anvisa determinou a suspensão da venda de um lote do medicamento Lexotan (bromazepam), como publicado pela coluna do Lauro Jardim.

A proibição se refere ao lote RJ0874, com validade de janeiro de 2019, do Lexotan, comprimido de 3 mg, do laboratório Roche. A agência também solicitou o recolhimento do estoque do produto ainda existente no mercado.

A Anvisa classificou o lote como de baixo risco à saúde, como classe III. A classificação da agência varia entre classe I (maior risco) e classe III (menos risco). A classe III, que é o caso desse lote do Lexotan, se refere à situação na qual existe baixa probabilidade de que o uso ou exposição a um medicamento possa causar conseqüências adversas à saúde.

Foi a própria Roche que comunicou à Anvisa de resultados abaixo da especificação no estudo de estabilidade. Esse estudo avalia se o medicamento mantém os mesmos princípios e a mesma característica farmacêutica do momento em que foi produzido até o fim do prazo de validade.

Fonte: O GLOBO
COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA