Seduc busca soluções tecnológicas para a Educação Básica

gdUm Termo de Cooperação entre a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) e a Microsoft marca o início do estudo de viabilidade no uso da tecnologia na rede estadual de ensino. O acordo assinado neste mês pela Superintendência de Tecnologia da Informação da Seduc prevê a cessão de dispositivos, como o caderno digital e softwares educacionais, e a capacitação de nove professores e uma turma com 26 alunos.

A Escola Estadual Djalma Ferreira de Souza, no bairro Morada do Ouro, foi escolhida para sediar a experiência. A definição da unidade ocorreu por conta das políticas educacionais que já executa. Neste primeiro semestre ocorre a formação dos profissionais que demonstraram interesse em participar da experiência. Após esse período, o projeto será executado por mais seis meses na unidade.

O secretário adjunto de Política Educacional, Gilberto Fraga de Melo, explica que antes de desenvolver os projetos, a Seduc quer saber qual o impacto dessa iniciativa nas salas de aula. Com essas informações será possível utilizar as soluções e ferramentas tecnológicas para colaborar nos avanços da educação. E nesse processo o professor terá um papel essencial, o de facilitador no uso da tecnologia.

“A atitude da Secretaria vai ao encontro dessa movimentação da sociedade, da revolução tecnológica. A Seduc atende estudantes contemporâneos e as escolas estaduais precisam se adequar a essa identidade”, pontua Melo.

Para 2016 está planejada a experiência com crianças a partir de sete anos. Cerca de 30 professores serão capacitados para ensinar Introdução à Lógica. Por meio dos programas tecnológicos, esses profissionais irão atuar como multiplicadores na rede estadual de ensino.

O superintendente de Tecnologia da Informação da Seduc José Gil de Oliveira, conta que mais unidades escolares da rede estadual de ensino devem participar de projetos pilotos ao longo desse ano. “A iniciativa não envolve a aquisição de produtos ou investimentos de recursos de qualquer ordem por parte da Seduc. Apenas permite ao Estado comprovar a viabilidade das tecnologias nas escolas de Mato Grosso”, esclarece.

Segundo José Gil,a elaboração de projetos pela Seduc nesse setor resultou da participação dos servidores da área da tecnologia da informação nos eventos 1º Workshop de Tecnologia para Educação e Week of Education/MT, realizados no início deste ano. Os encontros contaram com a presença de empresas consideradas referências no setor e que devem firmar parcerias com a Seduc, a exemplo da Microsoft.

O trabalho Seduc é realizado em parceria com a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI).

24horasnews

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA