Programa Jovem Senador Brasileiro está com inscrições abertas

gdO Programa Jovem Senador 2016, que tem como objetivo proporcionar aos estudantes do ensino médio conhecimento acerca da estrutura e do funcionamento do Poder Legislativo no Brasil, bem como estimular o relacionamento permanente dos jovens cidadãos com o Senado Federal, está com inscrições abertas.

Mato-grossenses interessados devem enviar sua inscrição, até o dia 19 de agosto, para a Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), que coordena a ação no Estado.

Podem participar estudantes que atendam os seguintes requisitos: estar regularmente matriculado em escolas públicas estaduais de ensino médio, em uma das seguintes modalidades: regular, ensino técnico na modalidade integrada ou educação de jovens e adultos e ter, no máximo, 19 anos completos.

A coordenadora estadual da iniciativa, Telma Peres, explica que para participar da edição os estudantes devem elaborar uma redação com o tema “Esporte: educação e inclusão”. Após análise, as três melhores redações serão enviadas aos organizadores do projeto.

Os autores das 27 melhores redações — um por unidade da Federação — serão automaticamente selecionados para vivenciar, em Brasília, o processo de discussão e elaboração das leis do país, simulando a atuação dos senadores da República.

Os alunos classificados nos três primeiros lugares na etapa nacional receberão computadores (desktops), conforme especificado: 1º lugar – quatro computadores (desktops) para uso coletivo da escola; 2º lugar – dois computadores (desktops) para uso coletivo da escola e 3º lugar – um computador (desktop) para uso coletivo da escola.

O Programa Senado Jovem Brasileiro conta com a parceria do Ministério da Educação (MEC) e do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e o apoio das secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal.

Edição 2015

No ano passado, a Jovem Senadora de Mato Grosso foi Andressa Costa da Silva, da Escola Estadual União e Força, do município de Cáceres. Foi a terceira aluna da unidade escolar classificada para o Projeto. Em 2014, a escola emplacou o primeiro lugar com a estudante Nathalia Lima Janones e, em 2012, também classificou outra menina para representar o Estado, Dieleem Mara da Silva Campos.

Para Andressa, os jovens têm um papel importante na sociedade e precisam se preparar para escolher melhor seus representantes. Ela contou que o seu interesse pela política nasceu justamente na escola, com debates nas aulas de história e isso acabou se solidificando durante as pesquisas para as disciplinas e para a realização do concurso.

Com o título ‘Participação política questão de ética e saber’, a jovem abordou a participação política no parlamento, nas ruas, nas mídias e nas redes sociais e a maneira como muitas pessoas acabam realizando debates e discussões de maneira rasa e muitas vezes sem permitir o diálogo.

“Há uma grande quantidade de pessoas que só entram nas redes sócias para criticar, difamar ou jogar pedras em políticos, não sabendo o que é a participação política, por isso decidi falar o que é a participação política, que não é só uma questão de ética, mas é de saber”, declarou durante encontro com o governador do Estado, Pedro Taques, em novembro de 2015.

– See more at: http://www.24horasnews.com.br/noticias/ver/programa-jovem-senador-brasileiro-esta-com-inscricoes-abertas.html#sthash.DvSE9iaa.dpuf

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA