Governo conclui 30% da duplicação da Estrada da Chapada

gdQuase um terço da obra de duplicação da Rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), no trecho entre o entroncamento com a MT-010 (Atacadão) e o trevo de acesso ao bairro Jardim Vitória (Fundação Bradesco), foi concluída. Os trabalhos no canteiro de obra avançam normalmente, dentro do cronograma de entrega previsto para dezembro de 2017.

De acordo com a equipe de fiscalização da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra), esta primeira fase, que já conta com 30% dos trabalhos concluídos, é considerada a mais complexa em termos técnicos de engenharia. Neste momento, estão sendo feitas a drenagem das águas pluviais, o afastamento das adutoras e a retirada dos postes de concreto, bem como o avanço no processo de desocupação da faixa de domínio da rodovia.

Os serviços devem se intensificar com o fim do período chuvoso. Um levantamento prévio da equipe de fiscalização da Sinfra aponta que aproximadamente 70% da obra deva ser finalizada até o final deste ano.

Nesta etapa, os trabalhos estarão focados no início da construção de quatro rotatórias previstas ao longo da pista. Além disso, serão feitos os trabalhos de terraplanagem e execução de base e sub-base da nova pista, além da finalização da drenagem. Ao longo de 2017, os trabalhos seguirão com a implantação da ciclovia e execução da capa asfáltica, além da sinalização durante todo o trajeto da pista.

Recentemente, a Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra) chegou a notificar a empresa detentora do contrato da obra, a Guaxe Encomind, uma vez que ela havia deixado de atuar no trecho por uma semana. A pasta garante que sempre esteve em dia com as suas obrigações legais com a empresa contratada.

Obras de qualidade

Em janeiro de 2016, o governador Pedro Taques entregou os 10 primeiros quilômetros da reconstrução da Estrada da Chapada. Do trevo de acesso ao Lago do Manso ao Balneário Mutuca, a rodovia ganhou sinalização, asfalto novo com sete centímetros de espessura e pista com nove metros de largura, incluindo a faixa de segurança.

A reconstrução e a duplicação da MT-251 fazem parte do Pró-Estradas/Vale do Rio Cuiabá, que possui 66 obras que serão executadas pela Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra) ao custo superior a R$ 1 bilhão oriundos de diversas fontes de recursos, como BNDES, Fethab e do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Turismo (Prodeustur), cujos projetos são elaborados e geridos pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

24horasnews

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA