Foi empenhado junto aos consórcios Nascentes do Pantanal e Vale do Guaporé a primeira parcela do recurso, no valor de R$ 500 mil do projeto Rota do Peixe de fortalecimento da estrutura de apoio à cadeia produtiva da piscicultura, através da aquisição de veículos, equipamentos e consultoria técnica à região oeste de Mato Grosso.

O projeto Rota do Peixe é direcionado aos agricultores familiares dos municípios localizados na região de fronteira, são eles, Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade, Campos de Júlio, Nova Lacerda, Vale do São Domingos, Comodoro, Rondolândia, Conquista D’Oeste, Araputanga, Cáceres, Curvelândia,  Figueirópolis D’ Oeste, Glória D’ Oeste, Indiavaí, Jaurú, Lambari D’ Oeste, Mirassol D’ Oeste, Porto Esperidião, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos.

A proposta de criação e incentivo à piscicultura foi elaborada pelo Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social, Ambiental e Turístico do Complexo Nascentes do Pantanal e deputado Ezequiel Fonseca (PP-MT), recebendo a aprovação do SUDECO no ano de 2014.

O recurso do Ministério da Integração estava sendo esperado pelos consórcios para a execução imediata das ações. “Pedimos ao longo dos meses ao ministério celeridade na liberação do recurso”, enfatizou o líder progressista.

Conforme Ezequiel Fonseca é de extrema importância incentivar e dinamizar a economia local e regional através da pequena produção.

“Essa é uma importante iniciativa, estamos dedicando atenção especial à agricultura familiar, olhamos com muito carinho as demandas e percebemos a necessidade da implementação de projetos que venham desenvolver e ampliar a produtividade. A piscicultura vai gerar renda, fixar as famílias no campo evitando o êxodo rural, além de desenvolver economicamente a região,” disse Ezequiel.

Da Assessoria

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA