Decreto altera horário de expediente em seis secretarias do Estado

26-Taques
Servidores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), assim como de outras cinco pastas terão novo expediente de trabalho a partir do dia 03 de novembro. O Decreto Nº 293 publicado no Diário Oficial do dia 16 de outubro, que circula no sábado (17.10), vem ao encontro de uma proposta idealizada pela Seduc, com vistas a economia de energia elétrica. O novo horário, que será das 7h30 às 17h30.

“Não sabemos ainda qual o percentual de redução de consumo, mas diante do entendimento de que o horário de pico do contrato da Seduc é das 17h30 às 19h30 sabemos que haverá uma economia. Os servidores estarão saindo no início do pico, portanto há essa expectativa”, pontuou a secretária- adjunta de Administração Sistêmica da Seduc, Juliana Carla Formiga Ribeiro.

Quanto a chegar mais cedo não repercutirá significativamente entre os trabalhadores. “A maioria chega cedo. E existe uma conscientização já acordada no setor para não ligar os aparelhos de ar condicionados cedo, só a partir das 8h quando inicia o horário do expediente, para não impactar no consumo. Com a vigência do Decreto, nossa orientação é para desligar os equipamento meia hora mais cedo, portanto, também gerando uma economia e dentro do horário de ponta”, frisou a superintendente Administrativa, Carolina Curvo da Costa Marques Gamballi.

Os servidores da Seduc serão orientados internamente sobre os ajustes dos horários a partir de novembro. Segundo o superintendente de Recursos Humanos, Fernando Carlos de Luna, trata-se de estudos realizados pela Secretaria de Estado de Cidades com proposta de executar o Programa Zona Azul CPA e determinados pelo governador do estado para cumprimento, portanto não há necessidade de normativas, apenas seguir as determinações.

Maior estrutura física e de pessoal entre as Secretarias de Estado, o decreto também contribuir para desafogar o trânsito no Centro Político Administrativo (CPA). O objetivo da iniciativa, conforme especificado, é criar alternativas para a mobilidade urbano no denominado Pólo Gerador de Tráfego do CPA e, em consequência, trazer melhorias ao bem estar dos servidores públicos que atuam no complexo.

A medida possibilitará, além da redução de consumo de energia no caso da Seduc, possibilitará uma rotina de fluxo de veículos de baixa e média intensidade nos momentos de entrada e saída dos servidores, “desafogando as principais vias de acesso ao Centro Político Administrativo”, uma vez que esse fluxo estará distribuído em três diferentes horários. Ou seja, os demais poderes e particulares que atuam no CPA, no geral, possuem expedientes das 8h às 18h.

No caso da Seduc, a antecipação do início do expediente também torna a pasta mais próxima das escolas, já que o horário de aula pela manhã começa às 7h.
Fonte 24horasnews

 

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA