Alíquota de ICMS a 2% deve fomentar setor de confecções de MT

As roupas, uniformes e lingeries fabricados em Mato Grosso deverão ter preços reduzidos e ficarem mais competitivas nos próximosCDL-IMG-20151006-WA0009 meses. É que está para ser publicada pelo Governo Estadual a nova tributação de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Produtos (ICMS) para o setor de confecções que será de 2% ante aos 17% cobrados atualmente.

A informação foi repassada nesta quarta-feira (7) pelo vice-governador Carlos Fávaro ao presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis Neles Walter Ferreira de Farias, deputado Sebastião Machado Rezende, empresária Cláudia Fagotti e do assessor jurídico Sílvio Luiz de Moura Leite.

Com a redução da alíquota aplicada ao setor de confecções a produção do estado ficará mais competitiva, os lojistas poderão comprar a preços mais atrativos e repassarem o desconto ao consumidor o que fortalecerá a cadeia produtiva de Mato Grosso.

Há meses a CDL e o Sindicato das Indústrias de Confecções pleiteiam melhorias para o setor de confecções que está sofrendo com a tributação o que dificulta a concorrência com outros estados em que a alíquota é de 2%, a consequência são das demissões e o fechamento de várias empresas. Com a publicação da nova alíquota o setor tende a crescer novamente e voltar a contratar.

Fonte: Assessoria

COMPARTILHE

DEIXE UMA RESPOSTA